+351 21 727 20 59 pdrgeral@pdr.email

O eurodeputado Marinho e Pinto esteve esta quinta-feira em Câmara de Lobos, na Madeira, para debater as políticas pesqueiras da União Europeia. O líder do Partido Democrático Republicano disse-se preocupado com o facto de os responsáveis europeus estarem a “tratar tudo por igual”, não distinguindo entre os pequenos e os grandes pescadores, dá conta o Diário de Notícias Madeira.

Marinho e Pinto esteve esta quinta-feira na Madeira onde abordou a questão das quotas pesqueiras. O deputado europeu considerou que a União Europeia está a errar ao tratar os pequenos pescadores como trata os grandes.

Não se pode tratar de forma igual “um pescador que pesca num ano aquilo que certas traineiras pescam num ou dois dias”, lembrando que “o ser justo não é tratar tudo por igual. É tratar igualmente o que é igual e tratar desigualmente o que é desigual”, afirmou o antigo bastonário da Ordem dos Advogados.

Mas Marinho e Pinto não se expressou apenas quanto a este tema. O líder do PDR diz que mantém esperanças que o seu partido possa ser legalizados junto do Tribunal Constitucional a tempo de concorrer às eleições regionais, que se realizam a breve trecho, uma vez que Alberto João Jardim abandonou a presidência do Governo Regional.

“Se o PDR não puder concorrer a grande prejudicada vai ser a Madeira e a própria democracia” porque tal só contribuirá para “mais do mesmo” na Região, explicou o eurodeputado.

Fonte: Noticias ao Minuto